Porto de Morro de São Paulo

Morro de São Paulo | Bahia

Parque das Aves

Foz do Iguaçu | Paraná

Estação da Luz

São Paulo | SP

Terceira Praia

Morro de São Paulo | Bahia

domingo, 20 de janeiro de 2013

Covent Garden

No dia 23/10/12, fomos conhecer rapidinho o Covent Garden logo após nosso passeio pela Abadia de Westminster e o Big Ben.

Localizado à leste de Westminster,  todo o entorno do bairro é rico em entretenimento e diversão. Com seus cafés, restaurantes, bares, pubs, teatros e é claro, o tradicional mercado, o Covent Garden Market.

Dentro desse mercado, na área central há o Apple Market, com uma feirinha onde são vendidos artesanatos e antiguidades.

No piso superior você encontra artesanato, lojas, cafés, e a feirinha...

Músicos. Aqui eles tocam clássicos eruditos. 
Almoçamos no Crusting Pipe, um restaurante muito bacana, com comida deliciosa e bom atendimento (nenhuma foto!).

Em toda parte inferior você pode escolher onde comer e o que comer. O restaurante que almoçamos foi apenas uma dentre de várias opções por ali. No mercado, ainda tem cafés, pubs e um restaurante que oferece uma paella, num tacho gigantesco, pra você comer ali, sem cerimônia alguma de pé ou sentado numa das mesas - se tiver lugar - num dos degraus. Foi o que vimos quando chegamos!

Enquanto isso, você pode apreciar boa música - eu disse boa música! Quando chegamos lá, estavam tocando música clássica - Vivaldi e Mozart. Bravo!

Foi um dia light e para reconhecimento da cidade. Estávamos bem cansados da viagem, e não dormimos quase nada no avião. Voltar ao Covent Garden estava em nossos planos nos próximos dias. 

E voltamos no dia 31/10/12...

Nós gostamos tanto de Covent Garden que voltamos na véspera do nosso último dia em Londres. 






Após nosso passeio no Kensington Gardens, chegamos pra almoçar. Famintos, escolhemos o Côte Brasserie. 
Salmon Fishcakes
Steak Roquefort  Butter
Ficamos um tanto decepcionados com o tamanho dos pratos, mas tudo bem. Pelo menos estava tudo muito delicioso. 


Passamos pelo Covent Garden e todo o local já estava com decoração de Natal. Bem diferente quando estivemos lá pela primeira vez. 



A bela decoração com grandes bolas prateadas e vermelhas contrastava e destacava todo o ambiente.


Já podíamos sentir a atmosfera das festas de final de ano. Havia performances e música por todo o mercado. 


Já era final de tarde passamos por Leicester Square e fotografamos o tradicional Cine Oden. O destaque era o novo filme do James Bond – Skyfall. 


No metrô, na estação Piccadilly Circus ainda ainda vimos... 

Várias pessoas fantasiadas para o Halloween. Vimos cada coisa bizarra!

Halloween Party
Performances dentro da estação...

Uma curiosidade, é que não é qualquer que pode chegar lá, montar seu instrumento e botar a voz pra fora. Os músicos que se apresentam nas estações do metrô de Londres têm autorização para isso.  O local onde eles ficam é demarcado.

Aqui tava rolando Jerry Lee Lewis. 
Eles passam por uma seleção, que incluem teste de audição, habilidade musical e performance. E quem avalia? Gente da música e do entretenimento. Tudo muito profissional.

...Great Ball of Fire!
Conhecida como busking, essas apresentações podem ser um degrau para fama e o sucesso. Como não? Nós presenciamos apresentações de músicos e cantores realmente muito bons.  O Jerry Lee Lewis aí da foto era muito bom e estava dando um verdadeiro show!

E a Saga Crepúsculo continua... também em Londres!

Além de Skyfall, o parte final do filme dos vampiros era também febre por toda Londres. Em quase todas as estações do metrô haviam cartazes. 


Tomamos nosso café habitual no Pret A Manger e seguimos o hotel. Logo mais, um grande espetáculo nos aguardava - iriamos assistir “O Fantasma da Ópera”, no Her Majesty´s Theatre.

sábado, 19 de janeiro de 2013

Notting Hill



No dia 24/10/12, após andar pela Piccadilly Circus, Regent Street e assistir a troca da guarda no Palácio de Buckingham fomos até Notting Hill.

Nosso plano incluía passear pelo bairro, almoçar e conhecer a tão famosa livraria do filme "Um Lugar Chamado Notting Hill".

Casinhas charmosas

Não é lojas de máquinas de costuras, mas sim, de roupas
Chegando no bairro, nos deparamos com essa loja de roupas, que tinham como item de decoração máquinas de costuras antigas. Essa fica na Portobello Road.


Aproveitamos então para primeiro conhecer a tão famosa livraria, que foi locação do filme.



Notting Hill é um bairro lindo e charmoso, com suas alamedas de casinhas em estilo vitoriano. 



Nas andanças pelo bairro, vimos uma curiosidade. Um saco de lixo que estava na calçada , com uma etiqueta de advertência colada informando os dias certos para coleta.

Wrong day para colocar o lixo na rua!
Enfim, chegou a hora do almoço, e algumas fotos depois, já estávamos num restaurante italiano. O Mediterraneo era muito recomendado em todas as resenhas de restaurantes da região que pesquisamos no Google Places, London Time Out  - veja a eficiência dos nossos smartphones com um plano de dados. Aliás quão eficiente e excelente é a qualidade da velocidade da internet na Inglaterra!

O Mediterraneo
O restaurante, um autêntico italiano (todo o staff é composto por italianos) nos ofereceu primeiramente um couvert espetacular, com pão italiano e azeite, regado com vinho da casa.

O couvert: azeite e pão italiano
O prato do Eduardo foi um Pappardelle al ragout di vitela. A minha opção, bom, nós esquecemos de fotografar, além disso, até o nome do prato eu não fui capaz de lembrar.

O pappardelle do Edu
Podemos afirmar que o restaurante é maravilhoso e com atendimento a altura do sabor da comida. Mas não pudemos deixar de lado a sobremesa. Ah! esse esplêndido tiramissu.

Tiramissu
Saímos de Notting Hill e seguimos novamente para a Piccadilly Circus. Passamos na Cool Britannia (loja enorme de souvenires) e compramos cartões postais e selos. Logo mais à noite, um evento nos aguardava. Iriamos assistir a Orquestra Filarmônica de Londres, no Royal Festival Hall, no Southbank Centre.

sábado, 12 de janeiro de 2013

Experimentos gourmet: Salmão ao forno com alho poró, cebola roxa e tomilho

Hoje bateu a inspiração e fiz um almoço que, além de delicioso, estava colorido e perfumado.


O prato ainda cru

O prato escolhido foi muito fácil de fazer. A receita muito bem sucedida foi graças à audiência do Edu no programa “Homens Gourmet”, do canal Bem Simples (TV a cabo).

Volta e meia vejo o Edu assistindo o programa. No mínimo ele com certeza fará as muitas das receitas práticas e deliciosas que os “homens gourmet” ensinam.. rs. Muitos programas depois, até agora nada saiu...  Resolvi então partir para as panelas e testar a receita.

A receita original é Peixe ao forno, e o peixe utilizado por eles foi a anchova, mas pode ser feita com qualquer outro tipo. Aproveitei então, um filé de salmão com pele que tinha no freezer.

Segui a receita à risca (normalmente eu costumo modificar as receitas para dar meu toque pessoal). E o resultado: um prato lindo, colorido, perfumado e delicioso. O contraste do salmão com a cebola roxa e o alho poró fizeram toda a diferença na apresentação.

Quer impressionar? Faça esse prato! :o)

Pronto!
Pra acompanhar, fiz um arroz com cenouras e vagem picadinhas, e uva passa branca. Além do arroz, aproveitei o forno para assar algumas batatas salpicadas com ervas de provence, azeite em sal.

Perfeito!

P.S.: O que um punhado de ervas não faz por um prato? Uma explosão de aromas e sabor.

Receita original aqui

Ingredientes
  • 1 anchova
  • 300 ml de azeite extra virgem
  • 2 talos de alho-poró
  • 3 cebolas roxas
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Tomilho a gosto

Passos
  • Lave bem e corte o alho-poró
  • Corte a cebola roxa em cubos médios
  • Salgue a pele e o interior do peixe com sal fino e coloque-o em uma assadeira sobre as cebolas e o alho-poró cortados, formando uma cama de vegetais
  • Adicione o restante dos vegetais em cima do peixe, finalize com azeite de oliva e tomilho, ou ervas de sua preferência, cubra com papel alumínio e leve para assar em forno médio pré-aquecido por 30 minutos.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Onde comprar chip (SIM Card) para celular em Londres

Uma das coisas que já tínhamos planejado assim que chegássemos à Londres era adquirir chips (SIM Cards) para nossos smartphones.

Pesquisamos antes apenas para nos informar e comparar o valor das tarifas do rooming internacional das nossas operadoras. Minha nossa! Inviável para o quanto pretendíamos usar de internet, principalmente para pesquisas, usar mapas on line, redes sociais, What´s Up e afins. Além disso, caso nos perdêssemos (rs), teríamos como nos comunicar. Nós também já sabíamos que o valor do SIM Card para o tempo e para o que utilizaríamos era muito vantajoso.

Por isso, nada mais confortável e cômodo é não se preocupar com a surpresa de uma conta de celular astronômica quando a viagem acabasse...

Adquirimos nossos SIM Cards na Cardphone Warehouse, loja de telefonia celular que vende aparelhos, acessórios e planos de várias operadoras. As operadoras que encontramos em Londres são: Orange, Vodafone, 02, Three e T Mobile.

Pesquisamos os planos dessas operadoras e achamos mais vantajoso o da Three (3). Adquirimos o plano “pay as you go” para cada um dos nossos celulares por 15 libras cada, com acesso a 300 minutos de ligações, 3000 torpedos e acesso ilimitado a dados por 30 dias. Encontra-se fácil mini SIM Cards para Iphone.

Foi uma maravilha, porque além de usarmos no dia a dia, durante nossos passeios, à noite, no hotel, utilizávamos como modem.

Lembre-se: desbloqueie seu celular antes de viajar e aproveite! :o)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...