Porto de Morro de São Paulo

Morro de São Paulo | Bahia

Parque das Aves

Foz do Iguaçu | Paraná

Estação da Luz

São Paulo | SP

Terceira Praia

Morro de São Paulo | Bahia

sábado, 15 de março de 2014

Restaurantes, bares e cafés famosos no cinema

Nem sempre é cenário. Alguns bares e restaurantes mundo afora serviram de locação para variados filmes. Eles existem e estão lá, para você comer, beber... e porque não rememorar algumas cenas antológicas do cinema?

Tá aqui alguns exemplos.

When Harry Met Sally | 
(Harry & Sally Feitos um Para o Outro)

Um filme que está no meu Top 10. A cena ocorreu na Katz´s Delicatessen, em Nova Iorque. Sally Albright (Meg Ryan) dá um show de interpretação (e coragem) ao demonstrar, com sons e gestos, que uma mulher sabe fingir o orgasmo. Harry Burns (Billy Crystal) ficou passado! "Yes! Yes! Yes! Yes!... Oh! God!... Oh!"
I´ll have what she´s having"



Something´s gotta Give | 
(Alguém tem que ceder)

Ta aí um filme que eu adoro e não me canso de assistir. Aqui a cena se passa no restaurante parisiense Le Grand Colbert. Erica (Diane Keaton) vai à Paris com o namorado gatinho-novinho Julian (Keanu Reeves) comemorar seu aniversário nesse restaurante, quando chega Harry (Jack Nicholson) pra segurar vela e recuperar seu amor.


O trio: Diane Keaton, Keanu Reeves e Jack Nicholson

Sex and the City | 
O Sexo e a Cidade


Carrie (Sarah Jessica Parker) e Miranda (Cynthia Nixon) se deliciam com os famosos cupcakes da Magnolia Bakery, no West Village, em Manhattan, Nova Iorque.

Miranda, Carrie e os cupcakes

Something Borrowed | 
(O Noivo da Minha Melhor Amiga)

(o título desse filme em português é tão tosco!)
A rede americana de  fast food Shake Shack, deve bancado o filme, porque Rachel (Ginnifer Goodwin) e o fofo Ethan (John Krasinski) por várias vezes comem um lanchinho básico lá. Até quando Ethan se mudou pra Londres, Rachel levou uma marmitinha do Shake Shack pra ele (hoje já tem loja em Londres). Sinceramente, ver os personagens comerem com tanta vontade, deu vontade de provar. Têm lojas do Shake Shack Europa à fora também.

 



Sideways |
(Sideways entre umas e outras)

Sideways fez tanto sucesso (ganhou Oscar de roteiro adaptado em 2005), que a região de Santa Inez, na Califórnia passou a ser um destino turístico. Muitos vão pra lá para reviver e percorrer os lugares por onde passaram Miles (Paul Giamati) e Jack (Thomas Haden Church). 


Stephanie (Sandra Oh) e Maya (Virginia Madsen) também fazem parte do elenco
O pano de fundo é uma viagem de despedida de solteiro de Jack  Enquanto Jack vai com o objetivo de pegar mulheres, Miles quer apresentar os vinhos e a vinícolas da região ao amigo.


Não apenas a região, os bares e restaurantes ficaram mundialmente conhecidos, mas também, os vinhos. Uma coisa engraçada no filme, é que Miles não toma vinho Merlot de jeito nenhum.

"Se alguém pedir Merlot, vou embora. Não vou me juntar ao lado negro". 

Miles é um expert em vinhos e fez associações magnificas com as uvas Pinot Noir, Cabernet... A Vinícola Sanford e o restaurante Hitching Post 2º ficaram famosos por causa do filme.

Hitching Post II
Entre e umas e outras acaba acontecendo muita coisa. É um filme divertidíssimo. Saúde!


You´ve Got Mail |
Mensagem Para Você 

Kathleen Kelly (Meg Rayn) e Joe Fox (Tom Hanks) se encontraram no Café Lalo, em Nova Iorque.

Café Lalo
Localizado no Upper West Side, o Café Lalo também é outro local bacana, e segundo dizem, está sempre lotado.



Filmes + comida = ótima pedida!

domingo, 2 de março de 2014

Praga | República Tcheca

Da série posts atrasados...

Praga, na República Tcheca fez parte de um tour que fizemos pela Europa em março de 2010. 

Relógio Astronômico (Pražský orloj)
Após 3 maravilhosos dias em Berlin, rumamos até a Estação Ferroviária Hauptbahnhof, e pegamos um trem até Praga. A viagem Berlin-Praga tem cerca de 4:30 de duração.

Berlin-Praga de trem
Pode parecer longe, mas quando você se depara com a paisagem, acaba esquecendo do tempo. A viagem passou tão rápido, que no início da noite já estávamos na estação Praha Hlavní Nádraží.



Fundada no século IX, Praga é uma cidade digna dos mais belos adjetivos. Além disso, é reconhecida pela sua bravura, pois sobreviveu a duas grandes guerras, e preserva intacta sua bela arquitetura, materializada em igrejas, ruas, pontes, torres, museus e monumentos históricos.

Rua de Praga, e ao fundo, a Torre de Pólvora, a Prasná Braná, de 1475.
Estar em Praga é como mergulhar dentro de um livro de história medieval, pela atmosfera, pelo charme e pela luz - acreditem, é diferente!


É difícil descrever tanta beleza da Pérola do Oriente, como também Praga é conhecida.

Praça da Cidade Velha. A Frente, à esquerda, a Torre do Relógio, e em frente, a Igreja de Nossa Senhora de Tyn
Ficamos hospedados no Hotel Terminus Prague, localizado há duas quadras da estação. Apesar da minha resistência (leia-se neuras), seguimos a pé até o hotel. Tranquilo!

Deixamos nossas malas no hotel e saímos para um rápido passeio de reconhecimento. Na República Tcheca se fala o tcheco, com palavras com vários acentos circunflexos invertidos e acentos agudos. Impossível de se entender!

Sinalização de Praga 
O idioma não foi uma barreira, muito pelo contrário (não, não falamos tcheco... risos), sobretudo porque todos os tchecos com quem falamos, falavam inglês (muito bem por sinal).


Praga não é uma cidade complicada, mas se você estudar um pouquinho dos guias e mapas vai andar pela cidade sem grandes dificuldades.

Estação Malostranská do metrô
Pra você se localizar, a cidade está dividida entre Cidade Velha (Staré Město), onde estão concentradas a maioria das atrações turísticas; e a Cidade Nova (Nové Město), com suas galerias e centros comerciais. 

Wencelas Square (Václavské námestí) à noite. É a principal rua de Praga. Fica no bairro da Cidade Nova (Nové Mesto) e concentra bares, restaurantes e atrações culturais e negócios.
Uma das atrações imperdíveis é conhecer o Relógio Astronômico (Pražský orloj). Localizado na Cidade Velha, o relógio da era medieval, dá o seu show a cada hora cheia quando uma caveirinha com uma ampulheta na mão, puxa uma cordinha para tocar o sino, anunciando o desfile dos dos 12 apóstolos. Antes do horário, uma multidão se junta em voltada torre do relógio para assistir o desfile. Quer apreciar o espetáculo de perto?  Não chegue na hora!

Reparem nas estátuas ao redor do mostrador. À esquerda, a Vaidade (com um espelho na mão) e a Avareza (com um saco de dinheiro na mão). E à direita, a Morte (com uma ampulheta) e o Turco (figura pagã). 
A Roda-Calendário. As estátuas à esquerda estão um anjo e um cronista. À direita, um astrônomo e um filósofo. O mostrador ilustra 12 cenas que representam as quatro estações e a celebração da vida rural da região da Bohêmia.
A arquitetura de Praga impressiona pela beleza e pelas sutilezas nos mais diversos estilos: gótico, barroco, renascentista, art noveau, cubismo e construções do período comunista.
Sutilezas

Sinalização de Praga. Entendeu?
Escultura de uma ponte sob o Rio Moldava (Vltava)



A Ponte Carlos (Karlův most) é também outra atração imperdível. Ela atravessa o Rio Moldava (Vltava), na Cidade Velha (Staré Město), até a Cidade Pequena (Malé Město). 


Ponte Carlos (Karlův most)
O Castelo de Praga a partir da Ponte Carlos
São João Batista (1857)
São João Batista e o Castelo de Praga

Estátuas de São João de Matha, São Felix de Valois e São Ivan (1714). São três cristãos enjaulados, que oram ao Senhor pedindo a salvação.



Praga é também conhecida pelas suas marionetes e seus tradicionais shows. O Teatro Nacional de Marionetes, na Cidade Velha, tem apresentações utilizando marionetes em madeira talhada e pintadas a mão.

Marionette Theatre. Ópera "Don Giovanni", de Mozart

Além das marionetes, há também as famosas bonecas russas. Conhecidas como matrioskas, as bonecas russas são feitas em madeira, que se encaixam uma dentro das outras. Há vários tamanhos e desenhos. É uma ótima pedida para dar como presente. Mas é bom procurar bem, porque algumas são tão moderninhas, que nem cara das tradicionais bonecas russas tem.   

Bonecas russas. Essas não foram as mais bonitas que vimos. A maioria das lojas proíbe fotografias.
Outra referência a Wolfgang Amadeus Mozart, é uma escultura em bronze em frente ao Estates Theatre (Stavovské Divadlo). Trata-se de "Il Commendatore", de Anna Chromy em homenagem a peça "Don Giovanni", cuja estréia se deu nesse teatro, em 29 de outubro de 1787!!!

"Il Commendatore"
A Casa Municipal (Obecní Dum) é outra beleza de Praga. Há visitas guiadas se você quiser conhecer melhor. Infelizmente não foi dessa vez, mas registramos a bela fachada.


Era final de tarde e a Praça da Cidade Velha (Staromestksé námestí), onde fica a Torre do Relógio estava repleta de barracas de comidas e de artesanato.


Aproveitamos para comer um docinho típico tcheco (o impronunciável) trdelník. É uma massa com canela e açúcar assada em grandes rolos.



O "trdelník". Gostoso, viu?
Já era início da noite quando nos deparamos com o anoitecer mais espetacular de todos os tempos. Estão aqui os registros que não nos deixam mentir.
Torre do Relógio

Fotos sem edição alguma!
Igreja de Nossa Senhora de Tyn (Kostel Matky Boží před Týnem), uma igreja que não tem "entrada", quer dizer, não há entrada direta para a rua, mas deve-se entrar pelos edifícios que estão à frente. 
Outra atração imperdível é o Castelo de Praga (Pražský hrad).  Fundado no século IX, é considerado  o maior castelo do mundo pelo Guiness Book É também Patrimônio Mundial da UNESCO por abrigar um conjunto arquitetônico variado, desde edificações romanas do século X até o gótico. 

A entrada do castelo
O castelo hoje é também residência presidencial do governo tcheco. Alguns rituais como por exemplo a troca da guarda, uma cerimônia para hastear a bandeira, acompanhado por uma fanfarra podem ser assistidos diariamente e de graça. Nada comparado ao show da troca da Guarda do Palácio de Buckingham.



Castelo de Praga (Pražský hrad) nada mais é um complexo dos mais variados tipos de construções. Uma dessas construções é a Catedral de SãoVito (Katedrála svatého Víta)


De estilo gótico, sua construção foi iniciada em 1344 e finalizou apenas em 1929, após interrupções no século XV
Rosácea desenhada por Frantisek Kysela entre 1925 e 1927 e mostra cenas bíblicas da criação
Interior da Igreja de São Vito


Uma das gárgulas que disfarçam as saídas de água
A Basílica de São Jorge (Bazilika a kláster sv Jirí) não impressiona tanto pela beleza como o Castelo de São Vito, mas pelo ano de sua construção: 915-921!

Basílica de São Jorge (Bazilika a kláster sv Jirí)
Foi na Basílica de São Jorge que vimos esculturas pitorescas e belíssimas pinturas.

"Brigita". Na cripta da basílica você encontra essa escultura em pedra do século XVI. O nome da estátua é baseada numa lenda.
Adão e Eva (1849)


"Midsummer Week", de Antonín Dvořák (1854)
A Viela Dourada (Zlatá ulička) é outra atração interessante dentro do castelo. Famosa por causa dos ourives que moravam ali, essa rua curta e estreitinha chama a atenção por ser pitoresca, e por ter tido um morador ilustre, o escritor Franz Kafka, que morou no número 22 com a irmã entre 1916 e 1917.

Viela Dourada (Zlatá ulička)
Ainda dentro do castelo, há um espaço onde era uma antiga prisão e catacumba. Lá, estão expostos alguns instrumentos de tortura medieval.



O Castelo de Praga (Pražský hrad) se encontra em uma colina (Colina Hradčany), e é possível ter uma visão geral de alguns pontos da cidade.

Ao fundo, à direta a Ponte Carlos (Karlův most)
Kostel svatého Mikuláš à direita


Já era fim de tarde quando deixamos o castelo e novamente fomos presenteados com outro belíssimo por do sol e uma luz espetacular quando cruzamos a Ponte Carlos (Karlův most).




A ponte também inspira arte. Ali, há diversos artistas como pintores e músicos. 

Aqui rolava um blues elétrico




Ponte Carlos (Karlův most)
A República Tcheca (Czech Republic) é tudo isso e muito mais. É tradicional por seus famosos cristais da região da Bohemia e da cerveja pilsen. Eis mais alguns excelentes motivos para voltar.

Čau! ("tchau" em tcheco!)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...